Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Record TV Jornalismo Verdade

Neste domingo (24), o Núcleo de Reportagens Especiais da Record TV chega à marca de mil documentários produzidos em 10 anos. O milésimo será exibido no “Câmera Record” deste domingo. O programa mostrará uma denúncia exclusiva de trabalho escravo no meio da floresta Amazônica.

Paola Carosella é criticada após comentário no “MasterChef Brasil”: “Seu papel é avaliar, e não ofender!”

Pela primeira vez, uma equipe de televisão consegue chegar ao local em que uma população indígena descendente da etnia Baré chega a viver até seis meses dentro da selva na produção extrativista da piaçaba, fibra da Palmeira, usada na fabricação de vassouras. Os trabalhadores passam o dia inteiro dentro da floresta, carregam toras de até 90 kg por dia e acabam adquirindo dívidas com gerentes da produção, porque o custo para chegar até o local e a alimentação é muito alto. Sob condições extenuantes, o Ministério Público do Trabalho considera como trabalho análogo à escravidão.

Com a vitória do Inter, Renata Fan sobe na bancada do “Jogo Aberto” e rebola, ao vivo, na Band

O Núcleo foi formado em abril de 2007 pelo jornalista Rafael Gomide, a pedido do vice-presidente de Jornalismo, Douglas Tavolaro, e, na época, contava com 11 profissionais. Acreditava-se que não havia tempo e espaço suficiente nos telejornais do chamado “hardnews” para esmiuçar os assuntos e que esse era um desejo dos telespectadores. E a Record TV mostrou que era possível. Desde então, o grupo se dedica a produzir reportagens temáticas e bastante aprofundadas.

Miss Bumbum México abaixa o biquíni, exibe corpão em fotos e revela: “Uso cinta até na hora do sexo”

Hoje, o departamento possui 33 jornalistas que produzem documentários sobre os mais variados temas, inovando em estética, conceito, encaminhamentos, pautas, formatos de edição e captação de imagens.

Fernanda Lima está grávida do terceiro filho, diz apresentador

Em 2007, o Núcleo passou a abastecer o “Repórter Record”, então comandado pelo jornalista Celso Freitas. Em 2008, começou a produzir as reportagens do “Câmera Record”, apresentado por Marcos Hummel. Em 2009, o quadro de jornalistas foi ampliado e o setor assumiu também “A Grande Reportagem”, exibida pelo “Domingo Espetacular”.

Ex-BBB Renatinha surpreende com fotos de cabeça para baixo: “Que saúde!”

E em 2014, o “Repórter Record Investigação”, apresentado pelo jornalista Domingos Meirelles, foi criado e integrado ao projeto.

Conheça Matheus Furlan, o novo apresentador do “Balanço Geral Manhã”

Ao longo destes pouco mais de 10 anos, o Núcleo de Reportagens Especiais ganhou 25 prêmios de jornalismo, dentre eles alguns dos mais importantes do Brasil e do mundo, como o Prêmio Rei de Espanha, em 2016,considerado o maior prêmio de jornalismo do mundo nas línguas espanhola e portuguesa. O Núcleo venceu ainda duas vezes prêmios importantes como o Esso, o Vladimir Herzog, o Petrobras, e do Ministério Público Federal do Trabalho e três vezes o prêmio América Latina de Direitos Humanos.  A lista também inclui, por exemplo, os prêmio Embratel, Tim Lopes de Jornalismo Investigativo, Libero Badaró, da Confederação Nacional de Transportes e Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho), entre outros.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.
Compartilhar: