Após os olhares de Laércio de Moura para as participantes do “Big Brother Brasil 16“, depois da festa surpresa com temática de pub, Ana Paula Renault não se conteve e xingou o participante de “velho nojento”, “fedido” e “pedófilo”. A briga gerou grande repercussão nas redes sociais e o designer de tatuagem chegou a se aconselhar com Adélia, pensando em mover uma ação judicial contra Ana Paula fora da casa.

Leia mais: Fim do mistério! Veja quem será a substituta de Monica Iozzi no “Vídeo Show”

Com a acusação, algumas pessoas foram até o perfil de Laércio no Facebook para xinga-lo, enquanto alguns o apoiaram e disseram que não haviam provas contra ele.

Leia também: “Tenho nojo de pênis pequeno”, dispara Geisy Arruda sobre sexo

Na noite deste domingo (31), alguns usuários encontraram um compartilhamento do BBB datado de setembro de 2013. A foto revela uma jovem, aparentemente menor de idade, usando shorts jeans e sutiã com estampa de pele de onça.

Thábata Mendes deixa a banda XCalypso após briga feia com Ximbinha

No compartilhamento, um amigo do confinado o chama de pedófilo. Laércio responde: “Efebófilo kkkkkkkkk“. Segundo o Dicionário Informal, Efebolia é “uma orientação ou preferência sexual no qual um adulto tem uma atração sexual primária por adolescentes“. Essa atração, geralmente, é por meninas entre 13 e 17 anos. A Efebolia é vista como um caso menos grave, já que pode haver aceitação por parte do menor de idade. Diferente da pedofilia, que é listado como uma doença por ser uma atração por crianças de até 12 anos, considerada uma doença e crime.

Veja ainda: sucesso em “Eta Mundo Bom!”, Camila Queiroz diz que foi humilhada várias vezes na época que era modelo

Em tempo, Laércio recebeu o maior número de votos do reality show da Globo. Ele enfrenta Ana Paula, indicada pelo líder Daniel, no segundo Paredão da atração apresentada por Pedro Bial. Pela conta de Laércio ser aberta ao público, uma pessoa chamou o emparedado de “nojento”. Confira:

Por motivo de privacidade, ambos os usuários que fizeram os comentários tiveram os nomes preservados (Foto: Divulgação/Facebook)

Compartilhar: